19 de jun de 2015

Plena Atenção é a ferramenta


Plena Atenção é a nossa ferramenta.
A maior ferramenta individual capaz de nos ajudar a entrar em contato com a nossa verdadeira vida, e à qual todos podemos ter acesso, é prestar atenção, ou o cultivo da plena atenção.
A plena atenção é a maneira pela qual nos conectamos a realidade do “que existe”. Quando estamos totalmente conscientes, percebemos vividamente o que está acontecendo, no momento em que está acontecendo.
Quando estamos conscientes, somos mais capazes de enxergar a realidade de qualquer situação. Isso é chamado de visão clara. Quando estamos conscientes, temos um maior controle da nossa vida. Quando estamos conscientes encontramos mais alegria nos pequenos prazeres da vida a cada momento; ficamos mais plenamente presentes, menos distraídos. Podemos saborear a vida e mergulhar nas profundezas em vez de meramente patinhar perto da superfície.
Quando praticamos a meditação ensinada por Buda, Plena Consciência na Respiração, na verdade estamos nos exercitando para ser mais conscientes e atentos na vida. Quando um discípulo perguntou ao Buda qual era o significado de viver com uma impecável plena atenção, o Buda respondeu que temos que praticar a meditação com clara compreensão – clara visão – enquanto andamos, ficamos de pé, comemos, bebemos, lavamos a louça, lavamos às mãos, enquanto varremos o chão, enquanto sentamos, enquanto bebemos o chá, adormecemos, despertamos, falamos e quando ficamos em silêncio. Isso praticamente explica tudo. Será que alguém pode se dar ao luxo de caminhar pela vida como um sonâmbulo? Todos nós não queremos estar totalmente despertos e vivos?
A plena atenção é oposto da desatenção. Quando vivemos com negligência, dissipamos a nossa energia e desperdiçamos a nossa vida. Quando vivemos de um modo consciente, vivemos plenamente o momento presente e nos ligamos de uma maneira mais completa à pessoa com quem estamos e com o que estamos fazendo. O mais íntimo ato torna-se inimaginavelmente abençoado. A plena atenção é como a joia que satisfaz os desejos, a Pedra Filosofal, um verdadeiro elixir. Ao nos ligarmos a ela nos conectamos ao ouro espiritual. A plena atenção é transformadora.
No mundo agitado em que vivemos, parece impossível permanecer conscientes o tempo todo. No longo trajeto para o trabalho, nossa mente tende a dar um salto à frente e pensar no que vamos fazer quando chegarmos lá. Frequentemente sonhamos acordados com coisas que já aconteceram. Vivemos no ontem ou no amanhã. Isso, é claro, é a antítese da plena atenção.

A mensagem de hoje é:
Quando perdemos o momento presente, perdemos nosso lugar na vida.

Então, vamos praticar...
Respire; faça uma pausa. Cultive o poder do momento presente entrando no sagrado agora.
Permaneça deitado ou sentado numa posição confortável.
Inspire lentamente pelas narinas.
Ao inspirar, repita para si mesmo o seguinte mantra interior: “apenas isto, aqui e agora”.
Ao expirar repita mais uma vez: “Apenas isto, aqui e agora”. Use esse mantra como uma forma interna de oração ou entoação suave para a contemplação e a meditação.
Inspire... Apenas isto, aqui e agora.
Expire... Apenas isto, aqui e agora.
Nada mais existe além deste momento. Deste momento sagrado. Apenas isto, aqui e agora.
Deixe que tudo o mais se aquiete e acompanhe o fluxo natural das coisas, deixadas exatamente como são. Confie...
Não existe maior milagre do que este. Apenas isto. Aqui e agora.
Não há outro lugar para ir, nenhum outro lugar para estar; apenas isto, aqui e agora.
Este é o momento pelo qual estivemos esperando. Esta é a grande encruzilhada do passado e do futuro. Esta é a meta da nossa jornada. Apenas isto, aqui e agora.
Não temos mais nada para nos desfazer e nada está faltando – apenas este glorioso, radiante, abundante aqui... e agora.
Bem aqui é onde nos encontramos, exatamente como estamos. Apenas isto.
Bem aqui é onde a eternidade e o infinito convergem no momento presente. Bem aqui está o portão para o infinito. Apenas isto. Aqui e agora.
Este é o momento eterno, o instante místico, o tempo intemporal além do tempo e do espaço – no entanto completo e precisamente presente. Apenas isto. Aqui e agora.
Não o perca!

Nenhum comentário:

Postar um comentário